Haja Alegria Com Casal Sangria

A famosa marca de vinho Casal Garcia inovou e lançou as garrafas Casal Garcia Sangria, nas versões tinta e branca. Confesso, que se não fosse a campanha da Youzz esta novidade tinha-me passado ao lado. Não costumo percorrer os corredores do vinho nos supermercados e quando lá vou, quase sempre acabo nos lambruscos ou espumantes para... fazer sangria!

Mas graças à Youzz, recebi duas belas garrafas de sangria branca para experimentar. Ora bem, nada melhor que um dia passado à piscina, seguido de um peixinho grelhado caseiro. Deitámos o conteúdo das garrafas num jarro e juntámos apenas fruta (pêssego, maçã e laranja) e pau de canela. Bem fresquinha, marchou que foi um instante! Toda a gente gostou e não ficou nem uma pinga. Pessoalmente, acho que podia ser um pouco mais doce, mas não quis adicionar açúcar para poder mesmo sentir o sabor.

Sei que existem outras tantas marcas à venda de produtos semelhantes mas nunca comprei nenhuma. Sempre gostei de fazer a sangria, mas tenho que admitir que neste caso do Casal Garcia, é uma ótima opção quando se tem visitas para almoçar/jantar e pouco tempo para dedicar à ementa. E quando acaba o jarro... é só juntar outra garrafa e tá feito!



Para além de faltarem pessoas na foto, as crianças do fundo só tiveram direito a agarrar na garrafa e VAZIA! 

Quer Emagrecer E Não Sabe Como? Eu Explico!

É muito simples. Basta comprar uma casa grande, de preferência com três pisos e muitooooo suja. Depois basta munir-se de detergentes, panos, esfregonas e aspirador e dar uso ao corpinho. Vai ser duro, vai haver muita dor, há noite os pés vão latejar e de manhã, quando acordar, eles vão continuar a doer. Mas ao fim de uma semana disto, voilá, aqueles quilos a mais que andavam a chatear à muito tempo, desaparecem. Fácil, não é?

Recolha De Lixo A Pedido

A casa nova é uma casa usada e por isso, uma espécie de Kinder Surpresa sempre que se abre uma porta, uma gaveta ou se olha para qualquer coisa mais alta. Foram muitas e muitas coisas que ficaram para trás pelos proprietários anteriores e se algumas até agradecemos, outras tínhamos preferido se as tivessem levado. Enchemos muitos caixotes com lixo mas sobraram-nos algumas coisas que eram demasiado grandes e que não se devem colocar no lixo orgânico.

Sabia que existia um serviço de recolha de lixo a pedido pela Câmara de Lisboa exatamente para estas situações. Pesquisei e encontrei o site. O que eu não sabia é que este serviço funciona lindamente e melhor, é gratuito. Basta ligar para o número indicado, explicarmos que tipo de lixo nos queremos livrar e o pedido fica agendado. No meu caso, umas horas mais tarde, tinha uma pessoa a ligar-me para agendar a recolha. Ficou acordado para ontem à noite. Deixei tudo na rua, à porta de casa e voilá, hoje de manhã não havia vestígios de nada! Mais simples e eficaz é impossível.


Mais informações aqui.

O Outro Lado De Uma Casa Usada

A casa nova é na realidade uma casa usada com muitos anos em cima. Ao longo dos seus mais de cinquenta anos já sofreu muitas alterações e melhorias. Quando a fomos ver pela primeira vez, a casa estava decorada (muito bem até) e arrumada. Uma casa assim mostra todo o seu potencial e mesmo vendo um ou outro defeito aqui e ali, não houve dúvidas que era uma excelente casa. E assim se fez o negócio.

Ontem foi o primeiro dia que entrámos em casa sem recheio. Os proprietários simpaticamente nos disponibilizaram a casa antes da escritura, porque sabiam que havia duas divisões que queríamos pintar. E lá fomos. E foi muito assustador. De repente, aquela casa bonita era um vazio cheio de pequenos defeitos. É impressionante como a decoração nos molda o olhar e sem ela nos focamos em tudo, do teto ao rodapé e a lista de coisas a arranjar rapidamente cresce. Depressa percebemos que as não eram só duas divisões que íamos pintar, tinham de ser TODAS. Tudo tem mazelas, tudo tem buraquinhos, tudo precisa de um jeitinho. Infelizmente, não há tempo, já que a mudança é daqui a três dias e ainda tenho coisas por empacotar na casa atual. Mas conseguimos arranjar um pintor que vai deixar as duas divisões prontinhas a tempo, logo a sala e o quarto que é onde se tem mais móveis e decoração.

Entretanto, vai-se limpando alguma coisa e continua o horror. A quantidade de lixo e gordura nos armários da cozinha é um escândalo. Que haja pó e até uma migalha ou outra, é normal, também os meus têm agora que estão vazios. Mas gordura? Gordura em todo o lado? E ferrugem? Acho sinceramente, que é demasiado desmazelo. Claro que nada disso bate a barata morta dentro do exaustor! Como é que isto acontece? Não faço puto de ideia. Mas está ali uma pessoa a limpar uma coisa já por si má e salta de lá o raio de uma barata, que mesmo morta, mete nojo.

Também houve um episódio "giro" na casa de banho que era usada pelas crianças. Assim um cheirinho a xixi bem concentrado vindo ralo da banheira. Rapidamente se alastrou à casa de banho toda e tivemos que fugir dali e só voltar a entrar munidos de detergentes poderosos.

É portanto uma aventura que pelos vistos, vai durar muitooooooo até ser terminada.


Fiz Um Botox

Um botox capilar, calma lá! Que eu não encho o meu corpinho com essas coisas, cheio está ele, devia dar era para sugar o que está a mais, mas isso é outra história. Bom, vi uma promoção e como já tinha ouvido falar de botox capilar, decidi experimentar. A senhora do cabeleireiro disse que me ia engrossar o cabelo e isso é coisa para me fazer logo dizer sim, já que o coitado está cada vez mais fininho. Depois andei a ler um bocadinho pela internet fora e "botox" é só mesmo o nome, não se injeta nada para o cabelo, simplesmente, usam-se produtos que vão aumentar a fibra de cada cabelo, espessando-o. Como é natural nestas coisas, uns dizem que funciona, outros que não, uns que dura eternidades, outros que sai à primeira lavagem, há de tudo. Eu decidi arriscar, já que mal não faz (nesta parte, parece que a internet está de acordo).

Bom, foi uma hora e meia de produtos, secagens, lavagens, uma panóplia de coisas, incluindo uma massagem, que me fez estremecer  literalmente o fundo da coluna. Abençoadas mãos. Entre a aplicação de produtos houve uma secagem com uma prancha a vapor e o cheiro daquilo só me fazia lembrar o ferro de engomar e eu estava a ver que ficava sem cabelo. A verdade, é que no final, o meu cabelo estava brilhante, sedoso e voilá, espesso. Modéstia à parte, estava lindo.

No dia a seguir não pude lavar o cabelo (o que me deixou logo nervosa) mas aguentou-se o que é raro. Já não senti espesso nenhum, mas achei normal. Mas nas lavagens seguintes também não senti, por isso, ou é impressão minha, ou o efeito não durou nem um dia. MAS... há um efeito espetacular e que para mim é mesmo importante. Parou a queda de cabelo. Mas assim, de um dia para o outro. Não sei se é suposto ou não, mas estou muito satisfeita com isso. Vou ver quanto tempo dura porque se durar bastante, sou menina para voltar a fazer o tratamento. Para quem tem cabelo muito fininho, todo o cabelo que se perde é caminho para se começar a ver o couro cabeludo. E nenhuma mulher gosta disso.

Gostava de me lembrar da marca dos produtos, quanto mais não seja, para pesquisar, mas lembro-me de ter visto e não ter reconhecido. Logo, não fixei. Só sei que começa por "A". Acho...
 
 

Mudar De Casa - Empacotar A Tralha

Daqui a exatamente duas semanas, estou a morar na casa nova. Falta pouquinho e se pensarmos em fins de semana, que é quando se tem mais tempo para tratar da mudança, falta mesmo pouco. Ao longo do último mês (ou mais, já nem sei) andei a angariar caixas de cartão para conseguir arranjar o máximo possível até à data da mudança. Caixas e malas de viagem. Chateei a família toda, amigos e colegas de trabalho e até achei que tinha uma boa coleção, já que mal se conseguia entrar na arrecadação. Mas este fim de semana comecei a empacotar coisas e apercebi-me que estou longe de ter as caixas todas que preciso. Já usei imensas e a casa parece que está tal e qual como se nada estivesse a acontecer. Tenho como objetivo empacotar coisas todos os dias da semana e dar-lhe forte neste fim de semana que vem. Porque no último vai ser tirar aquelas coisas chatas, tipo cortinados e candeeiros e arrumar os essenciais que se usam diariamente e ficam até à última.

Para além das caixas, arranjei também post-its de várias cores para identificar em que zona da casa a caixa e a mobília deve ficar, sendo que cada divisão tem uma cor. Tenho a certeza que vai ser útil para os senhores das mudanças e para mim, já que vai ficar tudo logo na divisão certa. Depois é só limpar e arrumar.

É a primeira vez que mudo "verdadeiramente" de casa. A primeira mal conta, foi passar da casa dos meus pais para uma casa arrendada, totalmente mobilada. Pouca coisa e sem prazos (ainda hoje há coisas em casa dos meus pais). A segunda foi passar dessa casa para casa do namorado. Muito mais coisas, mas nada de pesos pesados e com prazo alargado (dois meses de aviso à senhoria). Agora a coisa é muito diferente. É mesmo mudar uma casa inteira habitada por duas pessoas num único dia. É ver. E rezar um bocadinho para que não apareçam imprevistos.